É natural que haja dúvidas sobre quando o proprietário pode vender um imóvel que esteja alugado. E se este é o seu caso, você precisa estar por dentro da legislação brasileira, principalmente seguindo as diretrizes da Lei do Inquilinato.
Terramar

Se você é proprietário de um imóvel alugado, é natural que surjam dúvidas sobre seus direitos e deveres, especialmente quando se trata da possibilidade de venda do imóvel. E se este é o seu caso, você precisa estar por dentro da legislação brasileira, principalmente seguindo as diretrizes da Lei do Inquilinato. Por isso preparamos este artigo exclusivo, para sanar todas as suas dúvidas sobre este tema. Então, continue lendo!

Entendendo a Lei do Inquilinato

A Lei do Inquilinato (Lei nº 8.245/91) estabelece os direitos e deveres tanto do locador (proprietário) quanto do locatário (inquilino) em uma relação de aluguel. Quando se trata da venda de um imóvel alugado, é essencial considerar as disposições dessa legislação para garantir que o processo seja realizado de forma legal e ética.

LEIA MAIS: Quer alugar um imóvel em Novo Hamburgo? Saiba tudo sobre a Lei do Inquilinato

Possibilidade de Venda do Imóvel Alugado

A primeira pergunta que muitos proprietários têm é: “Posso vender meu imóvel mesmo se estiver alugado?” A resposta é sim. É possível vender um imóvel alugado, porém, há algumas nuances e regras importantes a considerar.

Direito de Preferência do Inquilino

De acordo com a Lei do Inquilinato, o inquilino tem o direito de preferência na compra do imóvel caso o proprietário decida vendê-lo durante o período de locação. Isso significa que, antes de oferecer o imóvel a terceiros, o locador deve comunicar sua intenção de venda ao inquilino, que terá um prazo para manifestar seu interesse em adquiri-lo nas mesmas condições oferecidas a terceiros.

Respeito ao Contrato de Locação

Outro aspecto importante a ser considerado é o contrato de locação em vigor. O proprietário deve respeitar os termos do contrato e garantir que a venda do imóvel não infrinja as cláusulas estabelecidas. Caso contrário, poderá enfrentar consequências legais.

Desocupação do Imóvel

Caso o inquilino não exerça seu direito de preferência ou não haja interesse em renovar o contrato de locação com o novo proprietário, é necessário garantir a desocupação do imóvel antes da conclusão da venda. Isso pode ser feito através da notificação prévia ao inquilino, respeitando o prazo estabelecido pela legislação.

Principais Dúvidas Respondidas sobre esse processo

Aqui estão algumas das principais dúvidas dos proprietários sobre a venda de imóveis alugados:

Posso vender o imóvel mesmo com inquilino?

Sim, é possível vender o imóvel mesmo que esteja alugado. No entanto, é necessário seguir os procedimentos estabelecidos pela Lei do Inquilinato, incluindo o direito de preferência do inquilino.

O inquilino pode impedir a venda do imóvel?

O inquilino não pode impedir a venda do imóvel, mas tem o direito de preferência na compra. Caso decida exercer esse direito, o inquilino terá prioridade sobre terceiros interessados na aquisição.

Como devo proceder se o inquilino não deseja comprar o imóvel?

Se o inquilino não deseja comprar o imóvel, o proprietário deve garantir a desocupação do imóvel antes de concluir a venda. Isso pode ser feito através da notificação prévia e do respeito ao prazo de desocupação estabelecido por lei.

Não fique com dúvidas! Venha conversar com um dos nossos especialistas para tirar todas as dúvidas. Aproveite e continue acompanhando as nossas novidades no nosso site e nas nossas redes sociais. Aproveite, estamos no Instagram, Facebook e no WhatsApp (51) 99989-9300.